Head Barco

CONSELHO COORDENADOR DA IGREJA PRESBITERIANA UNIDA DO BRASIL – CCIPU

SOBRE AS MANIFESTAÇÕES POPULARES POR TRANSPORTE PÚBLICO, SAÚDE E EDUCAÇÃO DE QUALIDADE E OUTRAS DEMANDAS

PRONUNCIAMENTO Nº 05/2013

A injustiça é contra Deus e a vil miséria insulta os céus.

Rev. João Dias de Araújo

Antes, corra o juízo como as águas; e a justiça, como ribeiro perene.

Amós 5.24

 

O Conselho Coordenador da Igreja Presbiteriana Unida do Brasil – CC-IPU no uso de suas atribuições, tendo em vista as recentes manifestações populares ocorridas nas principais capitais e cidades do país, torna público seu pronunciamento, na expectativa de contribuir para o amadurecimento do debate sobre a agenda apresentada pelos movimentos sociais e para o fortalecimento das instituições democráticas de nosso país, razão por que:

  1. Reconhece que essas manifestações se revestem de caráter democrático e expressam o amadurecimento da democracia brasileira e insiste que a consecução dos objetivos desses movimentos deve se dar pela via do diálogo e da construção de interlocução política;
  2. Rechaça qualquer tentativa de se tirar proveitos político-partidários desses movimentos, em especial com objetivos nas eleições majoritárias de 2014, principalmente para a Presidência da República;
  3. Chama a atenção das autoridades constituídas do país, nas três esferas de poder, para a necessária interpretação correta dos anseios desses movimentos, reflexos de expectativas reais e simbólicas que são sistematicamente ignoradas por elas, em especial os anseios por transporte público de qualidade a tarifas justas, a rejeição à PEC 37 que retira poderes de investigação do Ministério Público, a luta por educação e saúde de qualidade em contraste com os excessivos gastos com construção e reforma de estádios para a realização da Copa do Mundo e a intolerância contra qualquer forma de corrupção;
  4. Enaltece o caráter predominantemente pacífico das diversas manifestações e repudia os atos de vandalismo com depredação do patrimônio público e privado e lamenta a infiltração de pessoas estranhas ao movimento com intuito único de subtrair bens do patrimônio alheio;
  5. Condena os atos de violência praticados por forças policiais de diversas unidades da federação contra manifestantes e jornalistas, num claro uso desmedido, desnecessário e desigual de força contra cidadãos no exercício democrático de seu direito de manifestar;
  6. Lamenta as políticas públicas das últimas décadas que privilegiaram o transporte individual sobre o público, gênese da atual crise no transporte público;
  7. Reconhece como medidas iniciais para a compreensão da situação atual a atitude de diversos prefeitos e governadores em revogar aumentos ou reduzir o valor das tarifas, mas insiste que o problema do transporte público de má qualidade persiste e devem ser buscadas soluções duradouras para o mesmo;
  8. Conclama, por fim, toda a sociedade brasileira e a elite política para uma mudança mais profunda na estrutura de nossa sociedade, com o chamamento de reformas estruturais que promovam câmbios profundos em nossos sistemas político e tributário.

O CC-IPU conclama o povo de Deus que se congrega nesta igreja, que deve ser sal e luz neste mundo e lutar por justiça e igualdade de direito para todos e todas, que se una em oração e esforços, para que tenhamos uma sociedade brasileira justa, em que todos os cidadãos e cidadãs tenham acesso a transporte, educação e saúde de qualidade e que tenhamos um sistema político e tributário justo.

Este Pronunciamento poderá ser revisto ou revogado pela Assembleia Geral da IPU.

 

Vitória/ES, 25 de junho de 2013.

Presbª. Anita Sue Wright Torres

Moderadora

Rev. Dagoberto Santos Pereira

Vice-Moderador

Presb. Wertson Brasil de Souza

Secretário

Rev. Luciano Fuly

2º Secretário

Presb. Obadias Alves Ferreira

Tesoureiro